Proteção para as mãos em atividades mecânicas

11 out
2021

As medidas de proteção dos membros superiores e, mais especificamente, das mãos talvez sejam das iniciativas mais importantes no contexto da Segurança do Trabalho. As mãos são essenciais para o desempenho autônomo de uma vasta gama de tarefas – e não apenas no trabalho.

Não à toa, juntos, mãos e membros superiores perfazem mais de 50% dos acidentes ocupacionais registrados no Brasil. Isso acende um importante alerta para os empregadores e escancara a necessidade de termos mais conscientização quanto às melhores práticas para a proteção individual dos trabalhadores. Estima-se que 80% desses acidentes teriam sido evitados se houvesse um uso correto do equipamento de proteção individual (EPI) mais indicado para cada caso.

É que, para cada risco, existe uma proteção mais adequada. De fato, nos diversos ambientes laborais, as mãos podem estar expostas a riscos químicos (via contato com diversos tipos de produtos químicos), temperaturas (altas ou baixas), agentes biológicos (principalmente vírus, bactérias e outros seres), problemas ergonômicos, resultantes de movimentos repetitivos ou ergonomia inadequada, e ainda riscos mecânicos. Estes últimos englobam uma série de acidentes, tais como cortes, abrasões e perfurações.

Considerando que essa última categoria de riscos está presente em inúmeras indústrias – da automotiva à metalurgia, é a ela que voltamos a nossa atenção no post de hoje.  Em seguida, mostramos as principais causas de acidentes mecânicos e os EPIs que podem fazer a diferença nesses casos.

Vem com a gente!

 

Riscos mecânicos para as mãos

Os riscos mecânicos são aqueles decorrentes da utilização geral de máquinas e equipamentos e das condições do ambiente físico de trabalho. Além de serem reflexo da ausência ou do uso inapropriado de EPIs, esse tipo de risco também está associado a desorganização, sujeira, manuseio imprudente de ferramentas e inexistência ou falha nos procedimentos operacionais e treinamentos.

Na maioria dos casos, os riscos mecânicos estão incluídos nas chamadas “lesões traumáticas”, envolvendo os cortes, as perfurações, fraturas, amputações, prensamentos, entre outros. Eles englobam, portanto, uma vasta gama de acidentes, que varia consoante o tipo de indústria e o setor laboral.

Por exemplo, na indústria metalomecânica, ao operarem máquinas, os trabalhadores estão sujeitos a agarramento, enrolamento, arrastamento, aprisionamento, corte, corte por cisalhamento golpe ou decepamento, perfuração e esmagamento. Já na indústria de processamento de alimentos, as tarefas de abater, desossar, fatiar, cortar e picar exigem o uso de facas afiadas e máquinas que geram risco de cortes profundos para as mãos dos trabalhadores.

Para uma proteção das mãos adequada, é importante que os técnicos de segurança do trabalho avaliem muito bem os riscos e registrem tudo no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA). Só assim poderão ser tomadas as medidas adequadas para proteger a integridade física do trabalhador.

O uso de luvas – o principal EPI para mãos – é, logicamente, uma importante parte desse programa. Em seguida, abordamos os principais tipos de luvas voltados para a proteção contra riscos mecânicos.

 

Luvas de segurança

Existem diversos modelos de luvas de segurança disponíveis no mercado. Na NR 6, a norma regulamentadora que estabelece as medidas que devem ser tomadas em relação à aquisição, à distribuição e à utilização de EPIs, as luvas são  classificadas de acordo com a proteção oferecida contra:

– agentes abrasivos e escoriantes;

– agentes cortantes e perfurantes;

– vibrações;

– umidade proveniente de operações com uso de água;

– choques elétricos;

– agentes térmicos;

– agentes biológicos;

– agentes químicos;

– radiações ionizantes.

Os primeiros quatro tipos de luvas estão direcionados à proteção contra riscos mecânicos. Vejamos alguns dos principais tipos de luvas para essa categoria.

Luvas resistentes ao corte: são modelos que protegem as mãos contra diferentes profundidades de cortes. Podem ser confeccionadas com fibras sintéticas (principalmente vidro e polietileno) e/ou aço, dependendo do nível de proteção ao corte.

Luvas de poliuretano: um dos modelos mais procurados do mercado, pois oferecem ótima resistência à abrasão e pega segura, mesmo com objetos oleosos. Também proporciona resistência ao corte.

Luvas tricotadas: também conhecidas como “luvas de malha”, protegem contra agentes abrasivos e escoriantes. Devido ao seu material, são confortáveis, respiráveis e oferecem boa flexibilidade durante o manuseio de peças, sendo ideais para uso em serviços gerais.

Luvas para máquinas rotativas: são luvas especialmente desenvolvidas para máquinas rotativas. Elas se rasgam facilmente em várias áreas de risco, permitindo que o trabalhador remova a sua mão com facilidade e rapidez, caso fique agarrada em alguma ferramenta. Sendo assim, reduz-se significativamente o risco de lesões.

Em todos os modelos de luvas, é importante observar a respirabilidade, de modo a manter as mãos frescas e secas, e a ergonomicidade – como qualquer EPI, as luvas devem ser confortáveis de usar. Luvas com acabamento antiderrapante, que proporcionam boa pegada mesmo em condições molhadas ou oleosas, são bem-vindas em uma ampla gama de indústrias.

Há ainda luvas que combinam proteção contra vários produtos químicos e agentes biológicos à resistência mecânica.

É o caso da Luva Edge® 14-663, da nossa parceira Ansell®. Da mesma linha, destacamos a HyFlex® 11-812, uma das luvas mais inovadoras do mercado, especialmente pensada para máquinas rotativas. Com design e forro ultrafinos, esse modelo oferece excelente sensibilidade tátil para pegar até mesmo as menores peças com alto grau de precisão e se rompem mais facilmente do que qualquer outra luva industrial – assista ao vídeo e confira.

Quer saber mais sobre as soluções da Ansell® para a proteção mecânica das mãos e membros superiores ou precisa de assessoria na escolha dos melhores EPIs para a sua equipe? Entre em contato com conosco clicando aqui.

A Corsul tem três décadas de experiência no fornecimento de soluções de segurança para diversas indústrias e podemos fazer a diferença na proteção dos seus trabalhadores.

Gostou deste post? Tem sempre novidades por aqui! Para não perder os próximos conteúdos, é só curtir a  nossa página no FacebookLinkedIn ou segue a gente lá no Instagram. Tem sempre posts novos por aqui!

Até o próximo post!

Corsul – O que fazemos envolve você

 

Você está sendo redirecionado para o novo site do grupo Corsul!

Dalberti, uma empresa do grupo Corsul

Corsul - o que fazemos envolve você
Dalberti, uma empresa do grupo Corsul

Deixe seu e-mail e receba novidades e lançamentos do mercado

Deixe seu e-mail e receba novidades
e lançamentos do mercado

Enviaremos um e-mail para você, confirmando o seu cadastro.

Corsul - o que fazemos envolve você