Como escolher o nível adequado de resistência a corte em uma luva de proteção?

30 ago
2021

Como escolher o nível adequado de resistência a corte em uma luva de proteção?

30 ago
2021

Como sempre temos enfatizado aqui no blog, a ausência de bons procedimentos de segurança no ambiente laboral gera um duplo impacto: por um lado, a sociedade tem que lidar com um elevado gasto com benefícios decorrentes de afastamentos do trabalho e, por outro, as empresas se deparam com a perda da produtividade, devido aos custos envolvidos nos afastamentos por motivos de saúde. O resultado disso tudo é uma significativa redução na capacidade de crescimento do negócio.

Os acidentes envolvendo os membros superiores – cintura escapular, ombro, braço, antebraço, punho e mão – perfazem 20,3% dos acidentes de trabalho no Brasil, segundo o Anuário da Saúde do Trabalhador. As mãos e os dedos são particularmente afetados, até porque estão mais expostos, sendo que é com eles que os trabalhadores executam a maior parte das tarefas. Cortes, esmagamentos, contato com produtos químicos perigosos e impactos diversos são os acidentes mais comuns.

Calcula-se, no entanto, que, em 70% dos casos de ferimentos nas mãos, os trabalhadores não estavam usando luvas adequadas. Esse índice extremamente preocupante escancara a importância do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante o trabalho.

 

Pensando nisso, no post de hoje, em primeiro lugar, mostramos dicas de como escolher o nível adequado de resistência a corte em uma luva de proteção e, em seguida, apresentamos 5 soluções de segurança voltadas para essa necessidade. Produzidos pela nossa parceira aqui na Corsul, a Ansell®, os produtos aqui apresentados atendem a todos os requisitos de segurança exigidos pelos órgãos de controle.

Continue a leitura e saiba mais!

 

Proteção ao corte: saiba o que levar em conta

Em primeiro lugar, é importante saber que são as seis classificações disponíveis de resistência ao corte (de A a F). Quando falamos de EPIs voltados para essa necessidade, especificamente falando da proteção às mãos, vários fatores devem ser levados em conta. Dois dos mais importantes são, sem dúvida, a aplicação e o tipo de ambiente.

O risco de corte resultante do manuseio de materiais cortantes ou afiados é bastante comum nos ambientes industriais. Além disso, o risco relacionado a locais de trabalho específicos é um indicador muito efetivo para se determinar qual das seis classificações é a melhor para cada situação.

Por exemplo, alguns tipos de trabalho, como atividades envolvendo prensas de metal, são mais arriscados; outras atividades mais tranquilas, como o aparafusamento de uma peça, também envolve risco de lesões e cortes.

A principal dica é: escolha soluções de proteção pensadas para tarefas específicas ou para um conjunto de atividades realizadas rotineiramente em um setor de fábrica.

 

O nível de resistência ao corte para cada lâmina é medido em Newtons (N) e varia de 2 (nível A) até 30 (nível F) – são seis níveis, portanto, como já referimos.

Basicamente, quanto maior a força necessária para cortar o material da luva, mais alta a classificação. O quadro a seguir esquematiza as orientações quanto ao nível de proteção adequado para algumas das mais comuns tarefas industriais. 

 

 

Classificação

de nível de

corte

Resistência

(em N)

Nível de proteção

Exemplos de tarefas comuns

A

2

Mínimo a baixo

Aparafusamento e desaparafusamento, manuseio em geral

B

5

Baixo

Montagem de linha branca, conserto de vidros, manipulação de materiais de construção

C

10

Baixo a moderado

Manipulação de chapas de vidro ou de metal, indústria de vidracaria

D

15

Moderado a alto

Alimentação e soldagem, metais laminados e metalurgia, montagem de peças e componentes metálicos

E

22

Alto

Tratamento de resíduos, manipulação de cargas pesadas e com bordas metálicas, chapas de vidro ou de objetos afiados, corte de peças

F

30

Extremo

Montagem final pesada, estampagem, trabalho em prensa de metal, usinagem e trituração

Fonte: Adaptado de https://bit.ly/3CeB6E0.

 

Em seguida, conheça as características dos EPIs da Ansell® voltados para a proteção ao corte.

 

Luva HyFlex® 11-812

Certificado de Aprovação (C. A.) n.º 43.084

Luva HyFlex

A HyFlex® 11-812 é uma das luvas mais inovadoras do mercado, especialmente pensada para máquinas rotativas. Ela se rasga facilmente em várias áreas de risco, permitindo que o trabalhador remova a sua mão com facilidade e rapidez, caso fique agarrada em alguma ferramenta. Sendo assim, reduz-se significativamente o risco de lesões.

Os testes para o desenvolvimento deste EPI foram feitos com um robô industrial de seis eixos, demonstrando que a HyFlex® 11-812 se rompe mais facilmente em comparação a qualquer outra luva industrial.

 

Principais características:

– Com design e forro ultrafinos, que fornecem excelente sensibilidade tátil para pegar até mesmo as menores peças com alto grau de precisão.

– Tecnologia ZONZ™ para maior conforto e respirabilidade – o que significa mãos sempre frescas e confortáveis.

– Produzida na cor branca, o que permite a rápida detecção de sujeira para evitar a contaminação do produto.

– Livre de silicone, não há transferência de contaminantes desse produto para peças de metal antes da pintura.

 

Algumas aplicações ideais:

– Máquinas e equipamentos, fabricação de metal, indústria automotiva, montagem final.

 

Luva AlphaTec® 04-003

C.A. n.º 43.410

Luva AlphaTec

Esta luva em PVC vai superar as suas expectativas!

Com o forro sem costura, ela oferece mais conforto e dá aquela sensação gostosa de lã. A aderência é excelente, mesmo para manuseio de objetos molhados ou oleosos.

 

Principais características:

– Altamente durável, a luva mantém a flexibilidade mesmo a baixas temperaturas.

– Ideal para o manuseio de alimentos em ambiente de baixas temperaturas.

– Em conformidade com os requisitos de manuseio de alimentos da FDA (21 CFR 177.2600).

– Com revestimento resistente a óleo excepcional e palma da mão rugosa, para uma pega firme de objetos secos, molhados e oleosos

– Design ergonômico no formato da mão, medindo 355 mm ao todo.

 

Algumas aplicações ideais:

– Processamento de alimentos, manutenção de infraestrutura, indústria química e manutenção em geral.

– Aplicações de contato com alimentos na indústria alimentícia.

 

Luva AlphaTec® 58-735

C.A. n.º 43.226

Luva AlphaTec

Luva nitrílica que proporciona proteção contra cortes. Além disso, tem a vantagem de ser resistente a diversos produtos químicos – assim, você não precisa escolher entre proteção química e proteção mecânica: é possível ter as duas coisas em um só EPI!

 

Principais características:

– Com a tecnologia Intercept™, além da proteção química, esta luva oferece excelente nível de proteção ao corte. Com a tecnologia Ansell GriP™, proporciona excelente aderência a ambientes oleosos ou úmidos, o que reduz o cansaço das mãos e melhor o conforto para o usuário.

– Ajuste otimizado que integra o forro ao revestimento em nitrilo para melhor destreza, tato e conforto, em comparação com a dupla luvagem.

– O punho pode ser dobrado para evitar o escorrimento de produtos químicos pelo braço.

 

Algumas aplicações ideais:

– Remoção de vidros quebrados, manuseio de aplicação e ferramentas de limpeza, manuseio de peças com arestas afiadas e ásperas.

– Máquinas e equipamentos, indústrias química e automotiva, fabricação de metal.

 

 

Luva HyFlex® 11-728

C.A. n.º 44.185

Luva HyFlex

A luva HyFlex® 11-728 combina destreza com uma fantástica resistência ao corte, para uma maior produtividade em várias indústrias. Uma das suas vantagens é o punho alongado, oferecendo mais proteção ao punho e braço.

 

Principais características:

– Possui revestimento em poliuretano, o que proporciona uma excelente aderência.

– O seu forro em HPPE proporciona excelente conforto aos trabalhadores e simultaneamente bons níveis de resistência ao corte para utilização segura em aplicações de controle, manuseio e montagem que envolvam contato com peças afiadas.

 

Algumas aplicações ideais:

– Montagem de peças de metal e componente, montagem de produtos de linha branca, reparo e substituição de vidro e moldagem por injeção em prensa.

Indústrias aeroespacial, automotiva, manutenção, fabricação de vidro.

 

Mangote HyFlex® 11-271

C.A. n.º 41.029

Mangote HyFlex

Este mangote de baixo custo oferece resistência a cortes e é indicado para diversos tipos de trabalhos leves. Ambidestro, pode ser usado no braço esquerdo ou direito.

 

Principais características:

– Com abertura para polegar, tem camada dupla, feita de nylon para uma experiência de uso macia e confortável.

– Com design sem costuras, garante ajuste e proteção excelentes, podendo ser usada em combinação com qualquer luva HyFlex® resistente a corte.

– A sua cor escura mascara a sujeira, permitindo um uso prolongado.

– Livre de silicone, é adequado para uso em pinturas e processos de acabamento.

 

Algumas aplicações ideais:

– Sistemas de ajuste e aparafusamento.

– Indústria automotiva, máquinas e equipamentos e fabricação de metal.

 

Para adquirir qualquer um dos EPIs da Ansell® apresentados neste post, basta visitar uma das unidades da Corsul ou fazer seu orçamento online de forma rápida e prática, clicando aqui.

 

Gostou deste post? Então, saiba que tem sempre novidades por aqui!

Para não perder os próximos conteúdos, é fácil: basta curtir a nossa página no Facebook, LinkedIn ou segue a gente lá no Instagram.

 

Até mais!

 

Corsul – O que fazemos envolve você

 

 

Você está sendo redirecionado para o novo site do grupo Corsul!

Dalberti, uma empresa do grupo Corsul

Corsul - o que fazemos envolve você
Dalberti, uma empresa do grupo Corsul

Deixe seu e-mail e receba novidades e lançamentos do mercado

Deixe seu e-mail e receba novidades
e lançamentos do mercado

Enviaremos um e-mail para você, confirmando o seu cadastro.

Corsul - o que fazemos envolve você